Gina Lollobrigida, nome artístico de Luigina Lollobrigida, nasceu em Subiaco, Roma, no dia 4 de julho de 1927. Filha de um fabricante de móveis, transferiu-se para Roma a fim de estudar no Instituto de Belas Artes. Ali, para manter-se, posa como modelo fotográfica e participa do concurso de Miss Itália, classificando-se em terceiro lugar. Inicia nesta época sua carreira cinematográfica, fazendo pequenas figurações em filmes populares do pós-guerra, chamados em italiano de film operetta. Em 1949 casa-se com o médico eslavo Milko Skofic, que tornou-se seu empresário e com quem teve, em 1957, o filho Milko Jr. No início da década de 50 realizou seus primeiros papéis de sucesso, como “Campane a Martello”, de Luigi Zampa, em 1949 e “Achtung Banditi” (1951), de Carlo Lizzani, atuando ao lado do jovem Marcello Mastroianni e, sobretudo, “Fan Fan La Tulipe”, de 1952 – consagrando-a também na França, além da Itália. Neste mesmo ano encontra grande popularidade com “Outros Tempos”.
Lollobrigida foi a contribuição italiana para o conceito de sex-symbol de Hollywood. Após tornar-se conhecida com seu primeiro filme, “Taxi di Notte” (1947), contracenando com Beniamino Gigli, alcançou a fama nos anos 50 não só na Itália mas também nos Estados Unidos, onde viveu suas personagens mais famosas como a cigana Esmeralda em “O Corcunda de Notre-Dame” (1956, com Anthony Quinn). Teve outros filmes de destaque como “As Aventuras de Fanfan” (1951) e “Pão, Amor e Fantasia” (1953). Lollobrigida seguiu uma carreira paralela como fotógrafa, conseguindo grandes vendas de seu livro Italia Mia (1974), seguido de um volume sobre as Filipinas. “Gina Nazionale”, como é conhecida em seu país, dedicou-se também à escultura.

Padrão de beleza dos anos 50, La Lollo como era conhecida interpretava papéis sensuais, que lhe renderam a alcunha de “A mulher mais bela do mundo”, que incorporou após interpretar a cantora lírica Lina Cavalieri no filme “La donna più bella del mondo”, em 1955. Atuou ao lado de grandes atores, como Humphrey Bogart, Jennifer Jones, Vittorio Gassman, Anthony Quinn, Rock Hudson, e diretores como John Huston. Possui extensa filmografia, tanto na Itália, como na França e nos Estados Unidos. Gina levou um grande susto em 2001 quando o carro em que estava pegou fogo perto de Roma, embora o incêndio tenha sido logo controlado. A atriz e seu motorista conseguiram sair rapidamente do veículo; os carabineiros e os bombeiros chegaram em seguida. Gina divorciou-se em 1971 e, em 2006 anunciou seu casamento com o espanhol, Javier Rigau y Rafols.(Memorial da Fama)